O câncer de pele é o primeiro no ranking de incidência da doença no Brasil. Campanhas de conscientização para a informação de pacientes e da população em geral sobre este tema são de extrema importância, e é por isso que abordamos o assunto na comunicação da clínica com muita frequência e o maior cuidado.

A dra Ana Lúcia Recio participou nesta semana de um encontro exclusivo para médicos, que teve uma excelente palestra do oncodermatologista do A.C. Camargo Cancer Center Elimar Gomes sobre a importância das medidas fotoprotetoras, que devem vir desde a infância e que suscitam nas pessoas uma série de dúvidas. É comum ouvir em consultórios perguntas sobre se é preciso passar filtro solar quando se vai ficar apenas sob o guarda-sol, se o fator de proteção solar tem tanta influência assim ou se o protetor reduz mesmo o índice de câncer de pele.

Bom, respondendo à primeira dúvida: sim! É preciso usar filtro mesmo debaixo do guarda-sol, que não confere proteção adequada. Quanto ao fator de proteção, o grande problema é quantidade aplicada. Por exemplo, se você usa um filtro com FPS 70, mas passa apenas uma fina camada, ele vai conferir uma proteção equivalente à de um FPS 30. Além disso, é importante lembrar que é necessário reaplicar o protetor a cada duas horas ou se suar muito ou entrar na água.

Por fim, guardar na mente e colocar em prática essas informações vai protegê-lo do sol e, por consequência, das lesões que levam ao desenvolvimento do câncer de pele. As consultas regulares com um dermatologista também são fundamentais. Recursos como a dermatoscopia, realizada pelo médico, auxiliam no diagnostico precoce de lesões suspeitas. Se necessário, o dermatologista vai sugerir a dermatoscopia digital, exame que avalia cada lesão individualmente e avalia o risco de cada uma. A ideia é evitar retiradas desnecessárias e conseguir diagnosticar a doença precocemente.

Para quem busca sempre as novidades e está em dia com suas consultas, há atualmente também medicamentos que atuam sistemicamente diminuindo a inflamação causada pelo sol e protegendo o DNA. Converse com seu dermatologista e espalhe essas informações sempre que puder!